Muitas pessoas sabem a importância de colocar o seu negócio no mercado digital, afinal, a internet é um dos primeiros locais que alguém usa para procurar soluções para um problema ou necessidade.

O normal é solicitar a uma empresa especializada que crie um site para o seu negócio e pronto, já está na web!

Esta ideia necessita de muito mais, é necessário alimentar o site com informação e ter uma estratégia de marketing que leve os internautas até ao que lhe queremos mostrar (os nossos produtos, serviços ou marca).

Pretendemos com estas duas ações de formação, ajudar as empresas locais a possuir nos seus quadros pessoas capazes de utilizar essas ferramentas autonomamente sem estar a aguardar serviços externos.

Nos próximos meses de Janeiro e Fevereiro de 2020, a AESoure irá realizar as UFCD´s (formação modular financiada):

  • 0768 – Criação de site WEB (50 horas)
    • Horário: 2ª , 4ª  e 6ª feiras entre as 19H e as 23H
    • Dias: 06 – 08 – 10 – 13 – 15 – 17 – 20 – 22 – 24 – 27 – 29 – 31 Janeiro de 2020
    • Objetivos: Desenvolver e alojar um site na Internet
  • 9214 – Marketing Digital (25 horas)
    • Horário: 2ª  e  4ª feiras entre as 19H e as 23H
    • Dias: 03 – 05 – 10 – 12 – 17 – 19 Fevereiro de 2020
    • Objetivos: avaliar os impactos e os efeitos do advento da nova economia, as transações comerciais a partir de ambientes virtuais – B2C, B2B, B2A. Identificar as ferramentas do e-marketing e do e-commerce. Aplicar as ferramentas de gestão da informação e da comunicação, criando uma relação de interatividade, centrada nas necessidades dos consumidores.

Perfil dos Formandos:
   – Empregados,  com  especial enfoque nos que estão em risco de perda de emprego, independentemente das suas habilitações;
   – Desempregados não DLD (Desempregado de Longa Duração) e com 12º ano ou superior

Documentos a solicitar aos formandos:
– Certificado de habilitações;
– Comprovativo de NIB (que tenha o nome do formando);
– Comprovativo da situação face ao emprego:
– No caso dos participantes empregados poderá ser comprovada através de declaração da entidade patronal, declaração da Segurança Social ou recibo de vencimento relativo ao mês anterior ao mês de início da ação de formação
  – No caso dos participantes desempregados existem 3 documentos suscetíveis de atestar a situação de desemprego do formando: declaração do Serviço Público de Emprego; declaração da Segurança Social; declaração do próprio, quando não está registado no Serviço Público de Emprego, devidamente acompanhada de uma cópia dos descontos realizados para a Segurança Social no último ano.

Fazer Pré-inscrição

 

Compare

Pin It on Pinterest

Share This