AESoure reuniu em Assembleia Geral para apresentar Relatório e Contas 2020 e Plano de Atividades e Orçamento 2022

A AESOURE (Associação Empresarial de Soure) reuniu no passado dia 26-10-2021, na sua sede, para apreciação e deliberação do Relatório de Contas relativo ao exercício de 2020 e Plano de Atividades e Orçamento relativo ao ano de 2022.

O Presidente da Assembleia Geral, António Simões Cardoso (Instituto Pedro Hispano), presidiu e orientou os trabalhos que se iniciaram pelas 21H30 em segunda convocatória.

Carlos Cordeiro, Presidente da Direção da AESOURE manifestou a sua preocupação com as consequências provocadas pela Pandemia Covid 19 assumindo, no entanto, os esforços desenvolvidos pela AESOURE na apresentação de soluções de financiamento às empresas do Concelho, através do Gabinete de Apoio à Empresa/Empreendedor, e na execução dos diversos Programas de Desenvolvimento Empresarial (a Formação-Ação e a Formação Modular).

Stéphane Santos-Ramos (Secretário-Geral) apresentou o Relatório e Contas de 2020, tendo resumido as atividades desenvolvidas pela Associação durante o referido ano. As contas foram submetidas a votação e aprovadas por unanimidade. Relativamente às contas referentes a 2020, a AESOURE apresentou um resultado líquido do período positivo de 49.006,14 euros.

Tomando novamente a palavra, o Presidente de Direção relembrou a importância da AESOURE na defesa dos interesses relativos às atividades de comércio, indústria e serviços, competindo à Associação promover e praticar tudo quanto possa contribuir para o respetivo progresso económico ou social. Assim, a Direção da AESOURE prevê que 2022 seja um ano de recuperação económica pelo que as grandes opções para o Plano de Atividades estão centradas em preparar e apoiar o relançamento da economia, com iniciativas e projetos que estimulem o investimento nos fatores de competitividade da economia regional. Desta forma a AESOURE integrará programas de apoio/estimulo à iniciativa empresarial, que se enquadrem nos objetivos e prioridades definidas para o novo quadro comunitário de apoio e projetos de apoio à economia e formação.

De acordo com a informação apresentada pelo Secretário-Geral, uma parte significativa do orçamento vai as áreas da formação e consultoria, por via de projetos direcionados para as PME’s dos setores do comércio e serviços, em parceria com a CCP (Confederação de Comercio e Serviços de Portugal), e para o setor da indústria e turismo, em parceria com o CEC (Câmara de Comercio e Indústria da Região Centro), sendo uma ferramenta para potenciar as empresas do Concelho de Soure. Destaca-se ainda a continuidade do projeto Formação Modular para ativos Empregados e Desempregados cujo objetivo assenta na capacitação técnica dos recursos humanos, com claros proveitos para empresas.

Em jeito de conclusão o Presidente da Direção da AESOURE realçou o papel de destaque da Associação enquanto membro fundador do Concelho Empresarial da Região Centro, que envolve 13 associações da região, e a qual foi presidente no primeiro trimestre de funcionamento.  Num período que se prevê repleto de desafios o papel do CERC poderá ser determinante na sensibilização junto de entidades Nacionais e Europeias a adotarem medidas através de mecanismos de apoio financeiro adequado, contribuindo assim para reduzir as assimetrias regionais.

Programa Adaptar Turismo – Apresentação de candidaturas para apoios a fundo perdido até 20 mil euros.

O Programa Adaptar Turismo, destinado a micro, pequenas e médias empresas do setor afetadas pela pandemia, conta com uma dotação de cinco milhões de euros para apoios a fundo perdido até 20 mil euros.

O Adaptar Turismo tem por objetivo apoiar as empresas do turismo no esforço de adaptação e de investimento nos seus estabelecimentos, permitindo ajustar os métodos de organização no trabalho e de relacionamento com clientes e fornecedores ao contexto pós-Covid-19.

Segundo as regras hoje publicadas, serão apoiados projetos com uma despesa mínima de 2.500 euros e uma duração máxima de execução de 12 meses, que não estejam iniciados à data da apresentação da candidatura ao apoio. Entre os projetos elegíveis estão os custos com a requalificação, modernização e ampliação dos espaços existentes, incluindo obras de adaptação, que permitam responder a necessidades decorrentes da pandemia da doença covid-19 e aquisição e instalação de dispositivos de pagamento automático, incluindo sistemas de self-check-in e self-check-out, preferencialmente os que utilizem tecnologia contactless.

As despesas com a intervenção de contabilistas certificados ou revisores oficiais de contas, na validação da despesa dos pedidos de pagamento, até ao valor de 15% do valor do investimento e com o limite de 2.500 euros, estão também abrangidas pelos apoios.

Os apoios são atribuídos sob a forma de subvenção não reembolsável, ou seja, a fundo perdido. Têm um limite de 75% das despesas elegíveis, até um máximo de 15 mil euros por empresa. Estes tetos podem ser alargados, «no caso das empresas que estiveram encerradas administrativamente no contexto da situação da pandemia» e que tenham atividade principal como bares, discotecas ou parques de diversão. Nesses casos, o limite dos apoios passa a ser de 85% das despesas elegíveis, até um máximo de 20 mil euros por empresa.

Consulte o Despacho Normativo n.º 24/2021

AESOURE reúne em Assembleia Geral no dia 26 de outubro de 2021

CONVOCATÓRIA

 

Nos termos dos Estatutos da Associação Empresarial de Soure, convocam-se todos os associados desta Associação para uma reunião geral, a realizar no dia 26 de outubro de 2021, pelas 20h30 horas, no Edifício INES – Quinta da Coutada – Soure com a seguinte ordem de trabalhos:

 

Ponto 1 – Leitura da ata da última Assembleia Geral;

Ponto 2 – Apresentação e aprovação do Relatório e Contas de 2020;

Ponto 3 – Apresentação e aprovação do Plano de Atividades e Orçamento para 2022;

Ponto 4 – Outros assuntos.

 

Nos termos dos regulamentos que regem esta Associação, caso à hora indicada não estejam presentes ou representados metade dos associados convocados, a Assembleia – Geral reunirá em segunda convocação meia hora depois com qualquer número de associados presentes.

António Simões Cardoso

Presidente Assembleia Geral

Renovação do Cartão de Aplicador para Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos – AESOURE

A AESoure – Associação Empresarial de Soure tem em aberto as inscrições para o Curso de Produtos Fitofarmacêuticos – uso sustentável – atualização (Para renovação do Cartão de Aplicador).

De acordo com a Lei n.º 26/2013, de 11 de abril é obrigatória a habilitação para Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos de uso profissional através da obtenção de um Certificado de Formação em aplicação de produtos fitofarmacêuticos (APF), reconhecido pelas Direções Regionais de Agricultura e Pescas, com a emissão de cartões de identificação personalizados, vulgo Cartões de Aplicador.

Caso possua Cartão de Aplicador, cuja validade tenha expirado entre 24 de fevereiro de 2020 e dezembro de 2021, informamos que o mesmo é considerado válido para inscrição com efeitos de renovação. No entanto, deverá frequentar formação obrigatoriamente até ao final 2021.

Tal facto decorreu da situação excecional do estado de emergência nacional e da consequente suspensão das ações de formação presenciais e da necessidade de garantir a continuidade da capacidade produtiva nacional, essencial para o abastecimento da cadeia alimentar. 

Este novo curso terá início durante o mês de outubro. Os interessados deverão preencher a ficha de PRÉ-INSCRIÇÃO clicando no botão abaixo.

Pré-Inscrição

Formação Gestão do Tempo em AESoure

Início: 07 de Setembro 2021  |  Carga Horária: 25H  |  Nível: IV  |  UFCD: 0686  |  Local de Formação: AESOURE

A Associação Empresarial de Soure, disponibiliza uma ação de formação modular GRATUITA, em Gestão do Tempo. Esta formação procura aperfeiçoar as capacidades de organização pessoal e profissional, promovendo o desenvolvimento de competências de definição de objetivos e prioridades a aplicar no dia a dia.

Objetivos:

  • Identificar e aplicar técnicas individuais de gestão de tempo.
  • Planificar tarefas e atividades de trabalho.
  • Identificar desperdiçadores profissionais e pessoais.
  • Planificar a agenda de trabalho quer manual quer eletrónica.

Conteúdos:

  • Técnicas individuais de trabalho
  • Planeamento de tarefas
  • Desperdiçadores de tempo
  • Agenda tradicional
  • Agenda electrónica
  • Delegação eficaz

Condições:

  • Formação Financiada;
  • Formação Certificada;
  • Subsídio de Alimentação: 4,77€/dia (6 dias x 4,77€)

Indicadores:

  • Percentagem mínima de 85% de participantes empregados;

Documentos obrigatórios:

  • Ficha de Inscrição devidamente preenchida;
  • Cópia do Certificado de Habilitações Literárias;
  • Comprovativo de NIB (obrigatoriedade de titularidade na conta);
  • Comprovativo da Situação face ao Emprego (declaração da entidade patronal, declaração da Segurança Social ou recibo de vencimento relativo ao mês anterior ao mês de início da ação de formação).

Horário:

  • 6 aulas em pós-laboral

Local da Formação:

  • Associação Empresarial de Soure  – Edifício INES – Quinta da Coutada

Contactos:

  • Tel: 239 507 566  – Telem: 926 128 459 / 967 733 644  – e-mail: geral@aesoure.pt

Pin It on Pinterest

Share This